30 de ago de 2013

Resenha #17 - Radiante - Alyson Noël

|
Nome: Radiante - Riley Bloom - Livro 1
Autora: Alyson Noël
Páginas: 174
Editora: Intrínseca
Ano de lançamento: 2011
Skoob
Classificação: ⭐⭐⭐
Sinopse: Algum tempo após o acidente de carro que a matou, Riley Bloom deixou sua irmã, Ever, no mundo que conhecemos e atravessou a ponte da vida após a morte até um lugar chamado Aqui, onde o tempo é sempre Agora. Riley reencontrou os pais, também vítimas do desastre, e Buttercup, o cão da família. Todos estavam se adaptando a uma morte boa e tranquila, até que ela foi chamada perante o Conselho e um segredo lhe foi revelado: a pós-vida não significa simplesmente uma eternidade de lazer. Riley tem tarefas a realizar. Ela é designada como Apanhadora de Almas, e Bodhi, um garoto diferente, que ela não consegue decifrar muito bem, é seu guia. Riley, Bodhi e Buttercup voltam à Terra para sua primeira tarefa: fazer o Menino Radiante, que há anos assombra um castelo na Inglaterra, atravessar a ponte. Muitos Apanhadores de Almas já tentaram convencê-lo e não obtiveram sucesso. Mas isso foi antes que o menino conhecesse Riley...

Resenha: 

Eu li algumas resenhas bem negativas desse livro, porém eu já havia comprado o livro e queria muito ler algo da Alyson no caso à série Os Imortais, mas não sei por qual motivo acabei comprando o 1º e o 2º volume da série Riley Bloom que é spin-off (refere-se a algo que foi derivado de outra coisa anterior).

Riley Bloom é uma garotinha de apenas 12 anos que tem sua vida tragicamente interrompida num acidente de carro, onde só sua irmã Ever escapa com “vida”. E agora vive no chamado Aqui & Agora, e tem que se adaptar a sua nova realidade.

Confesso que eu só conseguir terminar de ler esse livro graças à maratona literária que participei, caso contrario eu teria abandona (pela 2ª vez), pois infelizmente a leitura não flui e diversas vezes quis largar o livro. A história em si não é ruim. Os capítulos são curtos sem muitas perspectivas de reviravoltas.

E logo no começo acompanhamos a anunciação e designação de Riley como uma Apanhadora de Almas.
E juntamente com seu cachorro Buttercup e do seu “tutor” Bodhi que é um garoto de aparência nerd a qual Riley apelidou de bobão e diga se de passagem ela não foi muito com a cara dele e o pior de tudo eu também não, porém  quase no finalzinho do livro comecei a ter uma certa simpatia por ele. Então eles partem para sua primeira missão (Fazer com que o menino Radiante atravesse a ponte) onde Riley tem que praticar e vivenciar experiências de uma Apanhadora de Almas o que não é uma tarefa muito fácil.

Tudo acontece tão rápido que acredito que um aprofundamento, uma explicação maior e melhor do que ocorre em determinados capítulos teria deixado o livro muito melhor. E do começo até a metade do livro, eu me irritei muito e como eu disse no começo a leitura não fluiu e só da metade para o final do livro é que toda irritação passou e acabou dando uma melhoradinha.

O que mais gostei foi o fato da Editora ter mantido a capa original, e a diagramação está ótima. O livro tem alguns erros de revisão, mas nada grotesco, que atrapalhe a leitura. 
E se você tiver a oportunidade de ler Radiante, leia e tire suas próprias conclusões. Pois, sei que tem pessoas que leram e não gostaram, como teve quem leu e gostou. :)

 É isso pessaol até breve e não se esqueça de deixar seu comentário

Um comentário:

  1. Barbara Sá ♟03 setembro, 2013

    A história é mega interessante, mas não faz muito o meu tipo.

    Sou louca para ler algo da Alyson.

    Adorei a resenha sincera :)

    Beijocas,

    www.segredosentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir