12 de jan de 2014

Resenha #24 - Marina - Carlos Ruiz Zafón

|


Titulo: Marina
Autor: Carlos Ruiz Zafón
Paginas: 189
Editora:  Suma de Letras
ISBN: 9788581050164
Classificação:  ★★★★★
Sinopse: Neste livro, Zafón constrói um suspense envolvente em que Barcelona é a cidade-personagem, por onde o estudante de internato Óscar Drai, de 15 anos, passa todo o seu tempo livre, andando pelas ruas e se encantando com a arquitetura de seus casarões. É um desses antigos casarões aparentemente abandonados que chama a atenção de Oscar, que logo se aventura a entrar na casa. Lá dentro, o jovem se encanta com o som de uma belíssima voz e por um relógio de bolso quebrado e muito antigo. Mas ele se assusta com uma inesperada presença na sala de estar e foge, assustado, levando o relógio. Dias depois, ao retornar à casa para devolver o objeto roubado, conhece Marina, a jovem de olhos cinzentos que o leva a um cemitério, onde uma mulher coberta por um manto negro visita uma sepultura sem nome, sempre à mesma data, à mesma hora. Os dois passam então a tentar desvendar o mistério que ronda a mulher do cemitério, passando por palacetes e estufas abandonadas, lutando contra manequins vivos e se defrontando com o mesmo símbolo - uma mariposa negra - diversas vezes, nas mais aventurosas situações por entre os cantos remotos de Barcelona. Tudo isso pelos olhos de Oscar, o menino solitário que se apaixona por Marina e tudo o que a envolve, passando a conviver dia e noite com a falta de eletricidade do casarão, o amigável e doente pai da garota, Germán, o gato Kafka, e a coleção de pinturas espectrais da sala de retratos. Em Marina, o leitor é tragado para dentro de uma investigação cheia de mistérios, conhecendo, a cada capítulo, novas pistas e personagens de uma intrincada história sobre um imigrante de Praga que fez fama e fortuna em Barcelona e teve com sua bela esposa um fim trágico. Ou pelo menos é o que todos imaginam que tenha acontecido, a não ser por Oscar e Marina, que vão correr em busca da verdade - antes de saber que é ela que vai ao encontro deles, como declara um dos complexos personagens do livro. 


Resenha: 
E com apenas 189 paginas divida em 28 capítulos o livro conta a história de Óscar de 15 anos que vive num internato onde sempre que suas aulas terminar escapa para passear pelas ruas de Barcelona.

E é em uma de suas aventuras pelas ruas de uma Barcelona que ele encontra um casarão aparentemente abandonado onde ao entra se depara com uma música vindo de uma sala e para sua surpresa tem pessoas morando e são eles Marina e seu pai German.
É a partir daí que se inicia uma amizade entre eles e Óscar passa a visita-los com certa frequência.

Em uma de suas visitas ao casarão Marina convida Óscar para um passeio, e eles acabam indo parar num cemitério onde se deparam com uma mulher vestida de preto. É nesse momento que fatos estranhos começam acontecer dando inicio ao mistério/suspense  que tem no livro.
A história sobre Marina e sua família me surpreendeu bastante e nenhum momento achei que o desfecho da história fosse o que foi.

Apesar do começo não ter me encantado, logo nas primeiras paginas a leitura não fluiu como esperava, porém não desistir e continuei lendo até que não conseguir larga mais o livro, até saber o desfecho e em uma palavra foi surpreendente.

E confesso cheguei ao final com lagrimas nos olhos e me arrependo de ter esperado tanto tempo para lê-lo. E com um aperto no coração também, pois queria um pouquinho mais de Marina. 

Zafón soube muito bem construir os diálogos, seus personagens e descrever com riqueza de detalhes tudo que acontece nessa história cercada por mistérios, aventura, suspense e sobrenatural que te surpreendente ainda mais sendo um livro fininho onde muitos acham que por ter poucas paginas não tem tanta intensidade como teria se o livro tivesse mais de 200 paginas.

"Naquelas semanas, aprendi que é possível viver de esperança e nada mais."  Pag. 182

Esse foi o primeiro livro que li do Zafón, mas tenho certeza que não será o ultimo. Sei que não conseguir expressar 1/3 das impressões que tive ao longo da leitura, porém se você ainda não leu nada do Zafón e nem Marina o que está esperando? Corre vai ler Marina que não irar se arrepender. Super recomendo para todos! 

 É isso até a próxima pessoal 

7 comentários:

  1. Acho a capa desse livro Linda!!!
    Queria muito ler! Todo mundo fala tão bem, mas minha fila de leitura está tão grande rsrsr
    Ia adiar a leitura, mas assim que tiver a oportunidade irei comprar. Pela sua resenha acredito que vale a pena, e tbm é bem fininho rs
    Beijos!
    http://aculpaedosleitores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Sou louco para ler esse livro, sua resenha acabou me animando mais ainda. Sem dúvidas, vou tentar ler ele esse ano.
    Adorei seu blog, estou seguindo. Dá uma passadinha lá depois..
    Beijos,
    http://umviciadoemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Estou conhecendo seu blog depois de uma indicação no Skoob.
    Muito boa sua resenha e curti muito seu blog.
    Abraços

    estantejovem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oii te indiquei no selo liebster award . da uma olhadinha láa!

    http://meumundokawaiiii.blogspot.com.br/2014/01/selo-liebster-award_14.html

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha! Agora sim que eu quero ler esse, eu já estava afim dele faz um tempinho.
    Parabéns pelo blog Carol!
    Seguindo e me tornando um Tributo hahha'
    Beijoooos!

    http://quantaaudacia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi! Nossa, fiquei com vontade de ler, ainda mais que o livro é curtinho :p só tenho medo de querer mais páginas. É tão ruim quando lemos um livro e ficamos sedentos por mais *---*
    Beijos,

    Letícia
    http://www.odomdaescrita.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Amei esse livro! O autor é o meu favorito! Ótima resenha! Beijos!

    ResponderExcluir