10 de mai de 2013

Resenha #12 - Fiquei Com o Seu Número - Sophie Kinsella


Nome: Fiquei com o seu número
Autora: Sophie Kinsella
Páginas: 464
Editora: editora Record
Ano de lançamento: 2012
Classificação: ⭐⭐⭐⭐⭐

Sinopse: A jovem Poppy Wyatt está prestes a se casar com o homem perfeito e não podia estar mais feliz... Até que, numa bela tarde, ela não só perde o anel de noivado (que está na família do noivo há três gerações) como também seu celular. Mas ela acaba encontrando um telefone abandonado no hotel em que está hospedada. Perfeito! Agora os funcionários podem ligar para ela quando encontrarem seu anel. Quem não gosta nada da história é o dono do celular, o executivo Sam Roxton, que não suporta a ideia de haver alguém bisbilhotando suas mensagens e sua vida pessoal. Mas, depois de alguns torpedos, Poppy e Sam acabam ficando cada vez mais próximos e ela percebe que a maior surpresa da sua vida ainda está por vir. 
Resenha:


Já se sentiram órfãs?! Já desejaram fervorosamente por uma continuação?! Pois foi assim que me senti quando cheguei ao fim de “Fique com o seu número” que é meu livro de estreia da autora Sophie Kinsella eu li em e-book, mas preciso confessar que quero muito o livro na minha estante... 

Narrado em primeira pessoa, o livro carrega um ar tão bom que foi impossível não sorrir em vários momentos. A história gira em torno de Poppy que durante uma tarde com as amigas, em um hotel luxuoso, ela perde seu anel de noivado. E a situação só fica pior a cada minuto, pois se não bastasse o fato de que, justamente naquele dia ela iria encontrar os pais de seu noivo, e para continuar a piorar acabou sendo roubada quando saia do hotel para atender celular. Agora, ninguém poderia contatá-la caso achassem o anel. Mas para sua sorte no mesmo hotel está acontecendo uma conferência de negócios e foi nessa conferência, que encontra um celular no lixo. Se está no lixo, então é propriedade pública, certo? Poppy se apossa do celular. Só depois ela descobre que o aparelho pertence à ex-assistente do empresário Sam Roxton.

Sam não gosta nada desse papo. Ele precisa do celular de volta, mas diante de tamanho desespero, e insistência de Poppy para ficar com o celular até que encontre o anel ele acaba deixando que fique com o aparelho, com a condição que ela encaminhe todos os e-mails para ele. Poppy prontamente aceita, e é assim que dois estranhos dividem as “intimidades” de um celular e, consequentemente, acabam se aproximando…

Os personagens são cativantes outros não tanto. Poppy, é uma cabecinha de vento, porém é fofa, possuí um humor inteligente e, muitas vezes, com seu jeitinho de querer ajudar Sam, acaba deixando-o em várias situações divertidíssimas para nós e complicadíssimas para ele. O humor dela é contagiante, seus pensamentos são engraçados e românticos. Ela expressa alguns de seus pensamentos em pequenas notas de rodapés! Sei que muitas pessoas odiaram isso eu particularmente achei engraçado são 112 notas de rodapé que em nenhum momento são cansativas, e dão um toque a mais na história.
Já Sam é charmoso e envolvente. O príncipe encantado da sessão da tarde! Há um lado dele meio rabugento no começo que chega até ser divertido. O típico mocinho que lá no fundo esconde um bom coração e acaba se apaixonando pela sua “parceira de celular”.

Vocês devem está se perguntando onde está o tal noivo nessa historia? Já que Sam não é o noivo. Eu digo, não gostei de Magnus alguma coisa me dizia que tinha algo errado com ele e meus instintos não falharam quase no final do livro você descobre o real motivo dele querer casar.

Na minha opinião ele combina com Annalise á amiga um pouco irritante e invejosa de Poppy. Temos também Ruby que até que é legalzinha e Lucinda a cerimonialista do casamento   que esconde um segredo que é revelado também quase no final do livro (queria contar, mas seria spoiler).
As melhores partes do livro com certeza ficam por conta das trocas de mensagens. Antes que percebam Sam e Poppy viram confidentes, amigos e aquele “algo mais”. Os dois compartilham opiniões, ajudam um ao outro, dividem piadas e momentos bem tocantes – em especial a cena do bosque, digna de suspiros e aquele aperto no coração. 


A leitura flui tão leve e divertida, eu não esperava encontrar uma escrita tão cativante, uma história recheada de bom humor, romantismo e um toque leve de aventura. “Fiquei com o seu número”, é um dos melhores chick-lits que li. 




Comentem galera e até a próxima 

5 comentários:

  1. Foi o primeiro chick-lit com cara de chick-lit que li. Também foi o primeiro livro da autora que li. Resultado: Apaixonada elevado ao cubo! ahauhauha
    Já li mais dois livros da Sophie, e esse ainda é o meu predileto. Amo demais esse livro!!!
    Lembro que me acabei de rir no ônibus por conta dele. Adorooo!!!!


    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Sarah Marques10 maio, 2013

    Ai, chick litas, quanto tempo que não leio uma!
    E saber que você gostou tanto desse livro, me incentiva a lê-lo!
    Amei o post!
    Tem promoção e post novo no blog
    endless-poem.blogspot.com.br
    Beijão

    ResponderExcluir
  3. Caroline De Sousa13 maio, 2013

    Olá Sara, leia sim o livro é realmente bom e quando ler me conta o que achou tá?! :)

    ResponderExcluir
  4. Caroline De Sousa13 maio, 2013

    Oi Carol
    Também foi o meu primeiro chick-lit com cara de chick-lit. E amei, o próximo livro dela que vou ler vai ser "Os Delírios de Consumo de Becky Bloom" espero gostar tanto como esse. :D

    ResponderExcluir
  5. Comprei esse livro e não sei o que estou esperando para começar a lê-lo.rs!Parece ser muito divertido .Amo os livros da Sophie Kinsella, ela é a melhor autora de chick-lit.
    Bjo

    http://allmylifeinbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir