19 de fev de 2013

Resenha #9 - Quando Cai o Raio - Meg Cabot

Nome: Quando Cai o Raio
Autora: Meg Cabot

Páginas: 270

Editora: Galera Record

Ano de lançamento: 2011

Classificação: ⭐⭐⭐⭐⭐


Sinopse: Mandaram que eu escrevesse um relato, em primeira pessoa, sobre o que aconteceu comigo, falando toda a verdade e nada mais do que a verdade. Então tá. O que aconteceu comigo: fui atingida por um raio. Tudo culpa da Ruth, que resolveu que queria voltar da escola andando, para queimar uns quilinhos... Acabou que eu é quem fui queimada. Ninguém acreditou em mim, nem eu mesma, pra ser sincera. Eu não estava me sentindo mal, não tinha nenhuma marca ou machucado... Nem estava chamuscada! Mas logo as coisas começaram a mudar. Quando acordei no dia seguinte, de alguma forma sabia onde estavam as duas crianças cujas fotos estampavam a caixa de leite, aquelas do Disque-Desaparecidos, sabe? Pois é. Eu tinha certeza absoluta sobre onde elas estavam. O problema é que eu achava que estava fazendo uma coisa boa! Liguei para o Disque-Desaparecidos e avisei à simpática senhorinha onde estavam essas duas crianças, e depois mais outras... Até que dois não-tão-simpáticos agentes federais apareceram na minha escola para conversar comigo. Até parece! Agora sou foragida da justiça, tenho que ajudar um dos meninos que foram encontrados e ainda preciso disfarçar o quanto o motoqueiro da sala de detenção mexe comigo... Ainda bem que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar... Certo?

Resenha: 


Quando Cai o Raio é o primeiro livro de uma série de cinco livros. E o segundo volume, tem como titulo Codinome Cassandra, mas voltando ao livro que é narrado pela protagonista Jessica Mastriani ou Jess. Que é uma personagem decidida, corajosa, forte, carismática, e com um temperamento explosivo que me fez rir em alguns momentos. Por causa desse seu temperamento, Jess vivia na detenção e após isso sua amiga Ruth sempre vai busca-la. Após mais um dia de detenção Ruth vai buscar Jess, mas nesse dia em questão ela resolver que quer voltar a pé da escola pra casa para perder uns quilinhos, no entanto no meio do caminho começa uma temporal, que impossibilita ambas de seguirem para casa e o único local que encontraram pra se abrigarem foi embaixo das arquibancadas. 

E então cai o bendito raio que colocará Jess em mais problemas. Após receber a descarga elétrica, ela recebeu o dom de saber onde estão pessoas desaparecidas, porém ao ligar diariamente para o disque-desaparecidos, ela desperta o interesse do governo americano e o FBI começa uma busca para localiza lá.

 Entre os problemas escolares, familiares, um garoto que não se enquadra no seu "nível social" e com o qual divide as horas de detenção, uma amiga com problemas de alto-estima, um irmão esquizofrênico, crianças desaparecidas e fugas em motocicletas, acabamos nos encantando por essa personagem que realmente está longe de ser um peixinho que se deixa levar pela maré. Que não leva desaforo pra casa e não se importa em bater em garotos maiores que ela se a causa for boa. Ela realmente defende aquilo em que acredita!

Também me encantei que são os outros personagens que não deixam a desejar, como por exemplo, o Rob, o interesse amoroso da Jess, eu adorei o Rob, ele é muito charmoso. Gostei também da Ruth, Mike e Doug os irmãos da jess. Quem também se destacou foi o pai da Jess, eu o achei super legal e compreensível. Todos os personagens são bem construídos e muito bem desenvolvidos ao decorrer da trama.

O livro também não deixa muitos fios soltos (o que amei, pois detesto fios soltos) e tem um final muito bom e interessante é que te faz desejar o próximo livro.
Eu super-recomendo este livro, pois a leitura é leve, engraçada, rápida, da qual não conseguimos desgrudar os olhos e uma narrativa bem simples, mas adorável.

Eu queria poder escrever mais, porém acabaria soltando alguns spoilers e isso definitivamente não seria legal, então fico por aqui...  

Comentem e até a próxima

Nenhum comentário:

Postar um comentário